Independentemente da quantidade de vezes em que o gestor de TI verifica os fundamentos de um projeto, erros acabam acontecendo. E dependendo do tipo de problema que a equipe enfrenta durante uma etapa crítica, toda a inciativa pode ir por água abaixo.

Diante disso, para garantir que todo o time consiga finalizar o projeto com facilidade, uma das melhores alternativas é evitar as falhas mais populares. Mas quais são elas? Veja no nosso post de hoje os 4 erros mais comuns no gerenciamento de projetos em TI!

1. Falta de planejamento abrangente

O planejamento é um dos pontos críticos de qualquer projeto de TI. Nele, o gestor avalia requisitos, responsabilidades, define métricas e as atividades a ser executadas em cada etapa. Além disso, cada participante tem um escopo de tarefas feito de acordo com as suas habilidades.

Para garantir que o planejamento atinja os objetivos esperados, o gestor de TI deve alinhar processos com toda a equipe e clarificar eventuais dúvidas. Uma vez que todos compreendam as suas responsabilidades, o objetivo final fica mais próximo, já que o time atua com alto engajamento em busca de resultados.

2. Cronograma muito acelerado

O cronograma de cada etapa vai auxiliar profissionais a definir a prioridade de cada rotina e avaliar como a rotina do time deve ser definida. Muitos gestores ficarem tentados a escolher prazos arrojados, mas que, no final das contas, não são cumpridos com facilidade. Em alguns casos, eles podem acabar prejudicando o trabalho do time, aumentando o número de erros conforme profissionais tentam manter-se aderentes às suas metas.

Para evitar uma carga de trabalho excessiva, o gestor de TI deve escolher os seus prazos de acordo com o perfil da iniciativa e o tamanho do time. Em uma situação ideal, há um balanço entre o nível de trabalho que cada técnico tem que lidar e o tempo ideal para o fim da iniciativa. Assim, a sobrecarga é evitada e todos ficam satisfeitos com o resultado final.

3. Não gerenciar riscos

A gestão de riscos possui um grande papel na capacidade que o time terá para enfrentar eventuais problemas ocorram durante o projeto. Esse é um aspecto ignorado frequentemente no gerenciamento de projetos em TI, mas quando bem executado pode garantir que todos trabalhem com um nível de produtividade elevado.

Durante as etapas de planejamento, o gestor de TI levanta todos os fatores capazes de impedir a execução correta do projeto. Medidas devem ser tomadas para que, caso um deles venha a ocorrer, o time esteja pronto para eliminar o problema rapidamente. Assim, a equipe pode manter-se aderente a prazos sem grandes dificuldades.

4. Má integração entre equipes

Um dos fatores que garantem o sucesso de um projeto é o trabalho em equipe. Quando isso não ocorre, conflitos e erros tornam-se mais frequentes. Isso afeta diretamente na aderência a prazos e nos índices de produtividade.

Diante disso, o gestor de TI deve implementar mecanismos para garantir que o trabalho de todos seja feito em um ambiente de alta colaboração. Sistemas de troca de informações, plataformas baseadas na nuvem e reuniões regulares são algumas das estratégias adotadas pelo mercado para atingir esse objetivo. Juntas, elas eliminam gargalos e permitem a troca de dados com alta segurança e confiabilidade.

Gostou das nossas dicas sobre gerenciamento de projetos em TI? Quer ver mais conteúdos do nosso blog em primeira mão? Então siga os nossos perfis no Instagram, Twitter e Facebook para receber mais novidades!

[]’s,

Lameck Oliveira.
CEO & Partner na Diferencial TI.