O mercado está cada vez mais competitivo, e a tecnologia é uma das principais responsáveis por essa situação. Aliada das pequenas e médias empresas na busca por um lugar ao sol, a tecnologia pode proporcionar a elas a capacidade de bater de frente com as gigantes de cada setor.

Porém, não basta adotar ferramentas — é necessário investir também em uma boa governança de TI.

 O grande erro da maioria das empresas é apenas adotar soluções, sem pensar sobre uma política de gestão de seus recursos de TI. Temos certeza de que você não cometerá esse erro depois de ler o post de hoje!

A seguir, vamos lhe mostrar o que é governança de TI e qual a importância dela para a sua empresa. Continue a leitura e fique de olho.

Entendendo a governança de TI

Você sabe o que é governança de TI? Bom, não tem problema, pois vamos lhe explicar!

Podemos conceituar a governança de TI como um conjunto de políticas e práticas cujo objetivo é alinhar recursos de tecnologia com os objetivos e metas de sua empresa. Assim, ela planeja e elabora estratégias que possam garantir uma vantagem competitiva no uso de ferramentas de tecnologia na sua empresa.

A governança de TI pode ser considerada uma extensão da boa gestão do seu negócio, aplicada agora aos seus recursos de tecnologia da informação.

Há cinco áreas de atuação da governança de TI:

  • alinhamento estratégico: garante que processos de negócio e recursos de TI trabalhem em conjunto;
  • entrega de valor: premedita que o setor de TI seja o mais rápido e eficiente possível;
  • gerenciamento de riscos: permite visualizar riscos previsíveis e minimizá-los;
  • gerenciamento de recursos humanos: gestão otimizada de recursos humanos e tecnológicos;
  • mensuração de desempenho: objetivar metas e buscar alcançá-las com a medição de indicadores de desempenho;

Utilizando a boa gestão em TI

Ok, agora você já sabe o que é governança de TI, mas deve estar se perguntando: por que investir tempo e recursos em uma gestão especializada para a da informação se posso gerenciar essa parte juntamente com as outras áreas da empresa?

Acontece que a gestão de recursos de TI possui singularidades que não são encontradas em outros departamentos. Vamos listar três bons motivos pelos quais você deve aplicar a governança de TI em sua empresa. Veja:

1. Localização de falhas e inconformidades

Ao utilizar um framework de governança de TI, sua empresa colocará em prática, processos que já foram testados pelas mais diversas organizações ao redor do globo.

Eles são capazes de lhe fornecer informações cruciais sobre o andamento de suas atividades de TI. Com essas informações em mãos, você poderá localizar possíveis gargalos, em que ocorrem problemas como perdas de dados, falta de organização, falhas de segurança, entre outros.

2. Aumento de produtividade

Com a instituição de um modelo de processos que busque otimizar as tarefas diárias do setor de TI da empresa, a produtividade sofrerá um impacto positivo. Afinal, as práticas de governança utilizadas hoje visam principalmente aumentar a eficácia da área de tecnologia do negócio.

O uso de um modelo de governança também diminui o número de tarefas dispensáveis, garantindo mais tempo ao colaborador. Ele poderá, então, dedicar-se a tarefas mais importantes para o negócio.

3. Precaução de riscos

O alinhamento dos padrões devido ao uso de práticas de governança traz uma maior segurança para os seus dados, além da precaução contra falhas que podem existir nos seus processos atuais.

Com a implantação de um framework de governança, serão utilizados padrões de gestão risco, visando encontrar possíveis falhas e preparar-se para elas.

Esperamos que, neste post, você possa ter entendido o que é governança de TI e como ela é realmente importante para o seu negócio. Quer sabre mais? Então, leia também nosso post sobre os desafios enfrentados por pequenas empresas com relação à TI.

[]’s,

Lameck Oliveira.
Sócio-diretor na Diferencial TI.