Utilizar um software pirata pode ser tentador: as facilidades parecem imensas, certo? Mas isso é só ilusão. Na verdade, optar por essa saída é um erro, especialmente quando se trata de uso comercial.

Há uma série de riscos e problemas sérios a que você se sujeita quando faz uso de softwares não originais.

Quer entender melhor e saber quais são eles? Vamos explicar para você! Conheça, a seguir, 5 grandes motivos para fugir dos softwares piratas.

1. O uso de software pirata é crime

O crime do uso de programas piratas é previsto na Lei 9.609/1998. Quem se sujeita a utilizá-los pode ser penalizado duas vezes: com a privação da liberdade e indenização à marca que detém os direitos autorais do software.

Se os usuários privados estão sujeitos a perder seu acesso e seus dados a qualquer momento — basta que a empresa lance uma nova atualização que invalide a licença falsificada —, as empresas são alvos mais frequentes de ações legais.

Então, por que expor o equilíbrio financeiro e a própria imagem de uma empresa a danos, quando o custo de licenças está cada vez mais acessível? No fim das contas, o preço a pagar pode ser muito maior.

2. O crack pode acabar com a segurança de suas informações

O uso dos softwares é liberado em cada computador mediante licença. O crack é o programa utilizado por hackers para enganar o sistema, simulando uma licença que não existe e liberando a aplicação.

Acontece que tanto os cracks quanto os próprios arquivos dos programas podem ser modificados pelos hackers nesse processo e trazer inúmeras fontes de insegurança para sua empresa. Veja as principais:

Trojans

São os conhecidos Cavalos de Tróia, aqueles programinhas escondidos em outras instalações e que enchem seu computador de vírus. Eles podem danificar sistemas inteiros em definitivo, fazendo você perder informações importantes e causando verdadeiros desastres.

Spywares

Esses são programas espiões, que servem para recolher suas informações pessoais e dados das páginas acessadas na internet. Tudo isso é transmitido para terceiros sem seu consentimento e pode ser usado contra você ou sua empresa.

Há alguns que sequestram dados de sua empresa, fazendo com que você não consiga acessá-los, e exigem um resgate para liberação das informações.

Phishing

Phishing é a simulação de páginas para recolher dados importantes, especialmente financeiros. Um programa crackeado pode inserir páginas falsas dos bancos que você acessa e de sites nos quais utiliza cartões de crédito ou débito.

Veja que são muitos os riscos a correr simplesmente por usar um software pirateado!

3. A falta de atualizações traz diversos riscos

Os programas frequentemente recebem patches, que são pacotes de atualizações. Isso ocorre quando o fabricante quer:

  • inserir um novo recurso;
  • corrigir uma falha de funcionamento;
  • solucionar um problema de segurança etc.

Dessa forma, você fica exposto a riscos de segurança e eventuais falhas, lentidões e travamentos.

Quem tem o software pirata fica de fora dessas atualizações, pois elas podem fazer o programa parar de funcionar. O crack, geralmente, já bloqueia o acesso do fabricante à sua cópia do software, a fim de evitar que a versão pirata seja descoberta.

4. O software pirata não conta com suporte

O apoio de uma equipe de suporte que tire dúvidas e resolva problemas na utilização dos programas faz a diferença no funcionamento de sua empresa. Diante de qualquer instabilidade ou dúvida, você tem a quem recorrer — mas somente se tiver um programa original.

5. Sua empresa não pode fazer reclamações

Imagine que você pagou um valor simbólico por um software pirata. Ou que, mesmo tendo conseguido com algum amigo ou na internet, ele causou um dano imenso na rede de computadores da empresa. A quem você pode recorrer?

Nem sites de reclamação, nem órgãos de defesa do consumidor: por não ter nota fiscal e não ser um usuário devidamente licenciado, você tem que arcar com o prejuízo sozinho.

Se essa era uma prática comum em sua empresa, é hora de rever esse posicionamento. 

Se você quer realmente aumentar sua produtividade e reduzir custos, esqueça o software pirata! Entre em contato com a Diferencial e saiba como podemos ajudá-lo!

Felipe Lucena.
Diretor de Tecnologia.