Quando falamos em Infraestrutura, podemos afirmar que o uso da tecnologia pode ser um diferencial na fabricação dos mais diversos produtos. No entanto, muitas empresas ainda não aproveitam toda a potencialidade. Mas esse fato pode ser mudado com investimentos em uma infraestrutura de TI na indústria.

Neste post, apresentamos para você os principais segmentos de manufaturas que precisam otimizar suas aplicações de recursos na criação e gestão do setor de TI. Continue conosco e confira!

cta_blog_infra

Tipos de indústria

Visando aumentar a produtividade e eficiência, as manufaturas sempre buscaram desenvolver seus processos de produção, inserindo novas tecnologias para garantir melhores resultados. Com isso, surgiram três correntes de acordo com a infraestrutura tecnológica disponível:

Indústrias tradicionais

São as manufaturas que utilizam pouca tecnologia e investem em mais mão de obra para o desenvolvimento de suas atividades de produção. Contam com pouca automatização de processos e o maquinário costuma ser pesado.

Os colaboradores não são qualificados, necessitam apenas de conhecimentos genéricos para exercer a maioria das funções dentro da fábrica. É preciso muita matéria-prima e uma grande fonte de energia para a produção. Como exemplo, temos os setores de metalurgia, vestuário, calçados, entre outros.

Indústrias modernas

Esse pode ser tratado como um nível intermediário do uso da tecnologia como fator de maximização da produtividade. Os recursos tecnológicos são melhor empregados, com maior uso da automação e menor necessidade de mão de obra.

Os colaboradores já necessitam de uma qualificação maior para exercer suas atividades. São exemplos de indústrias desse nível tecnológico as fábricas de papel, montadoras de automóveis, petroquímicas, entre outras.

Indústrias de tecnologia de ponta

Esse tipo de indústria é fruto da revolução tecnocientífica-informacional. A tecnologia da informação faz parte constante de todo o processo produtivo por meio do emprego dos mais atualizados recursos tecnológicos.

Nesse tipo de indústria, a mão de obra deve ser extremamente qualificada e existem investimentos constantes em pesquisa e desenvolvimento para buscar a melhoria dos processos. Como exemplo, podemos citar empresas de biotecnologia, aeroespacial, farmacêutico, entre outras.

Segmentos específicos

Alguns segmentos são mais dependentes de tecnologia que outros. Por isso, necessitam maximizar os seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento de novos processos de produção. Podemos citar:

  • setor óptico;
  • equipamentos de informática;
  • produtos eletrônicos;
  • materiais elétricos.

Nesses segmentos, devido à necessidade da tecnologia para o simples funcionamento, é necessário buscar melhorar a obtenção de recursos tecnológicos para se destacar dos concorrentes e ganhar mercado.

Especialização e tecnologia

Como você pode observar, a utilização da tecnologia como fator determinante na produtividade e eficiência de uma determinada indústria está ligada diretamente ao nível de especialização dessa empresa.

Quanto maior sua expertise em um determinado tipo de produto, maior será a necessidade da aplicação de recursos tecnológicos para a fabricação em um nível satisfatório.

Manter investimentos constantes em uma infraestrutura de TI na indústria pode ser o diferencial para atingir a produtividade que sua empresa deseja. Buscar o desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias pode ser a saída para se manter à frente dos outros players do mercado.

Gostou deste post? Então não perca mais nenhuma de nossas publicações! Assine agora nossa newsletter!

 

[]’s,

Felipe Lucena