Toda empresa que trabalha com a TI periodicamente se vê frente aos dilemas que surgem com as novas tecnologias. Muitas delas se convertem em tendências irrefreáveis que determinam a capacidade de uma organização de se manter competitiva. A bola da vez é a virtualização do Data Center.

Este é um dos recursos atuais que permitem melhor proveito dos centros de dados. Os benefícios são palpáveis e estão ligados a detalhes como custos e performance do ambiente. É interessante notar que há pouco mais de 10 anos, apenas 8% das cargas de trabalho deste setor eram virtualizadas.

novo_cta_ebook_virtualizacao_1

No cenário atual, em contraste, diminuímos cada vez mais a necessidade de estruturas físicas. Trata-se de algo que vem a reboque da adoção massiva da computação em nuvem. Em 2017 este mercado em particular movimentou mais de 145 bilhões de dólares segundo a consultoria Gartner.

Já no ano de 2019 a aposta é que o montante chegue aos $ 206 bilhões. Os recursos que vão movimentar este crescimento de 17% são Infraestrutura enquanto serviço (IaaS) e Plataforma enquanto serviço (PaaS). Justamente onde podemos enquadrar a virtualização dos centros de dados.

Existem ainda outros fatores que vão favorecer este movimento. Dentre eles a chegada do 5G que aumentará ainda mais o volume de dados que partilhamos diariamente através da internet. Se você quer saber por que a sua empresa deve fazer a virtualização do Data Center, continue lendo este artigo.

O que é a virtualização do centro de dados e como ela funciona?

Quando falamos em virtualização do Data Center estamos nos referindo à pratica de dividir recursos entre servidores físicos e virtuais. Neste contexto, boa parte dos hardwares que seria utilizada acaba substituída por softwares. Os programas são capazes de simular o funcionamento de componentes físicos.

A partir disto criam-se máquinas virtuais (VMs). Um dos benefícios da referida tecnologia é a capacidade de possuir vários sistemas virtuais em um único servidor. Podemos até mesmo rodar mais de um sistema operacional (SO) desta forma. Para incorporar tal solução, as empresas adquirem apenas um servidor físico.

Nele será instalado um sistema operacional que permite dividir o hardware em segmentos. O software chamado de Hypervisor possibilitará que criemos as máquinas virtuais a partir da divisão. Cada VM atuará de forma independente. É por isto que podemos experimentar SOs distintos em cada servidor.

Ademais, as máquinas virtuais são fáceis de copiar para outros ambientes e incluem o encapsulamento. Como não dependem do hardware, existe a viabilidade de transferi-las para qualquer hardware ou servidor. A facilidade de migração vem ainda acompanhada de características como o isolamento.

Em resumo, é uma tecnologia que se adapta a qualquer tamanho de empresa que precise trabalhar com mais de um servidor.

cta_virtualizacao_servidores

Por que a sua empresa deve fazer a virtualização do Data Center?

A primeira razão para investir na virtualização é para otimizar a gestão do ambiente de TI. Afinal, administrar recursos virtuais é muito mais simples. Não há qualquer confusão quanto ao local dos sistemas, o processamento de relatórios ou o armazenamento de dados.

Outra vantagem de diminuir a dependência dos componentes físicos é a escalabilidade. Os servidores são naturalmente flexíveis e podem ser adaptados às novas demandas. Isto permite aumentar a eficiência de modo a utilizar os recursos disponíveis sempre da melhor forma.

Tudo isto nos leva à economia de custos. Precisamos, afinal, de apenas um servidor para trabalhar vários sistemas. Até mesmo na hora de fazer um upgrade para hardwares mais robustos em memória e processamento gastamos menos. Um novo servidor para cada sistema, por exemplo, sairia muito mais caro.

Para se ter uma ideia, a sua empresa pode reduzir em pelo menos 50% a necessidade de hardware. Com a economia muitos gestores compram um único servidor com mais potencial em lugar de pulverizar o gasto em diversos equipamentos menores. Esta economia também estará presente no aspecto energético.

Isto ocorre porque os servidores consomem uma quantidade razoável de eletricidade para que sejam mantidos ativos. Outro problema é que em muitos casos estes hardwares possuem um poder de processamento superior ao que a empresa necessita. Quanto maior o poder, maior o gasto de energia elétrica. Virtualizar permite investir em soluções mais simples.

Um passo fundamental para a integração

Quando uma empresa trabalha com uma variedade de sistemas, bancos de dados e outros recursos no molde tradicional, a integração de dados é pouco eficiente. Consequentemente informações de grande importância ficam isoladas e deixam de fornecer diagnósticos e insights valiosos para o negócio.

Pois saiba que esta é uma barreira que a virtualização pode vencer. A integração torna-se menos complexa neste caso, pois a informação passa a ser centralizada. O Data Mining, ou mineração de dados, torna-se verdadeiramente eficiente e o setor de TI identifica padrões consistentes mais rapidamente.

A virtualização do Data Center, colabora também para consertar erros. Pois ao contrário do que ocorre nos sistemas físicos, até mesmo uma falha grave pode ser desfeita. A razão para isto é que tudo ocorre virtualmente através de um software. Não podemos esquecer tampouco que os dados passam por update instantâneo com o centro de dados virtualizado.

Logo, fazer backups é algo muito mais rápido e seguro. Além disso, sabemos que manter os dados em componentes físicos é custoso. Não apenas devido ao hardware e a energia para mantê-los ligados e refrigerados, mas também pela manutenção necessária. Outro benefício é que durante o processo de migração de aplicação entre servidores não precisamos desligar o serviço.

Na prática significa que a atualização de componentes, como firmware, pode ocorrer em horário comercial sem prejuízo de tempo inativo. Nas manutenções mais complexas basta suspender por um tempo a VM. Ao ser retomada, ela voltará do ponto onde os sistemas estavam.

cta_virtualizacao_servidores

Outros benefícios da virtualização

Mesmo com todos os benefícios anteriormente listados ainda não esgotamos as possibilidades de um Data Center virtualizado. Podemos citar que esta é uma forma de desenvolver uma TI ecologicamente sustentável ou Green IT. Afinal, sendo virtualizado o serviço acaba impactando positivamente na emissão de carbono.

E isto ocorre porque utilizamos menos plástico, metais e outros componentes poluentes que compõem o hardware. Na hora de descartar equipamentos, a quantidade de resíduos também será menor. Em um contexto mais específico, a prática de virtualizar vai ajudar empresas com os sistemas legados.

Virtualizando estas aplicações descontinuadas, ou sem contrato, o risco de quebra de hardware é evitado. Outro risco mitigado é o de corrupção de arquivos e outros recursos. O fato é que a virtualização do Data Center não é simples moda passageira ou tendência opcional.

Conclusão

As organizações que quiserem se manter competitivas vão ter de considerar esta solução para tratar seus dados. Até mesmo porque isto facilita a migração para serviços em nuvem. Investir nesta mudança é mais do que uma vantagem, um diferencial que põe o seu negócio à frente da concorrência.

Para que dê certo, no entanto, o processo de virtualização demanda muito cuidado. Sendo assim, o ideal é contratar uma empresa especializada neste tipo de serviço, como a Diferencial TI. Se você deseja saber como funciona e tirar todas as suas dúvidas, entra em contato com a gente e será um prazer falar com você. 

Forte abraço!

About Édpo César

Integrante do time da Diferencial TI desde 2015, é focado na resolução e satisfação dos atendimentos aos clientes. Amante da sétima arte, nerd e fã dos contos orientas, é usuário assumido da Xiaomi.