A rotina de Backup é essencial para manter a segurança da informação de uma empresa diante das mais diversas ameaças que podem pô-la em risco, como ataques de hackers ou catástrofes naturais. Tão crítica quanto manter essa rotina ativa é realizar a recuperação de Backup.

No post de hoje vamos apresentar para você a importância de manter uma rotina constante de testes de Restore para que suas cópias de segurança estejam funcionais no momento em que se façam necessárias. Fique atento e boa leitura!

Backup na Nuvem

Recuperação de Backup

A rotina de Backup é composta por 3 etapas: a criação das cópias, o armazenamento e a restauração.

O objetivo do Backup é que, em caso de qualquer eventualidade, seja possível manter a disponibilidade dos serviços e evitar ao máximo a interrupção das operações. Dentre as etapas a mais crítica é o Restore do Backup, já que ao efetuar essa tarefa significa que algum problema ocorreu e a empresa depende das cópias que fez para essa situação.

O pior cenário que pode se apresentar é caso o Backup não esteja funcional devido alguma situação que possa ter corrompido os dados ou até mesmo inviabilizado as cópias por falhas nos sistemas. Por isso, a importância de se manter testes de recuperação.

Testes de recuperação

Qualquer pequena falha pode prejudicar toda uma rotina bem elaborada de Backup e fazer com que sua empresa perca o acesso aos seus dados. Por mais que as rotinas de cópias de segurança tenham se tornado mais fáceis com a implementação da computação em nuvem, nem todas as soluções são robustas o suficiente.

Implementar testes de recuperação de Backup garante a segurança da informação e que, no momento em que sua empresa possa necessitar, as cópias estejam funcionais para uso.

A aplicação dos testes de recuperação também mostram o que deve ser melhorado na rotina de criação do Backup e seu armazenamento, como o tempo de indisponibilidade dos serviços até o total Restore.

Com os dados levantados durante os testes fica fácil verificar quais são as principais fragilidades da rotina de Backup e buscar soluções que eliminem as vulnerabilidades.

Planejamento para o teste de recuperação

Na hora de realizar um planejamento para seus testes de recuperação é preciso estar atento para algumas questões mais importantes, como a utilização de uma nova infraestrutura para validar a restauração de seu Backup. Entre os critérios que devem ser observados podemos destacar:

  • tempo de Restore;

  • tempo de indisponibilidade;

  • custo de indisponibilidade;

  • prazo de aceitação de falhas;

  • responsabilidade pelo banco de dados.

Ao pôr em prática seus testes pode ser que você encontre uma série de falhas que poderiam levar sua empresa à ruína caso necessitasse realizar a rotina de recuperação de Backup. As falhas com o Restore podem trazer grandes prejuízos para as empresas, podendo até ser responsáveis pela finalização de suas operações.

Backup na Nuvem

Conclusão

Esperamos que ao finalizar a leitura deste post você possa ter entendido a importância de manter a recuperação de Backup em dia por meio de testes que garantam a sua eficácia quando for necessária.

A Diferencial TI é uma empresa especializada em mitigar os riscos nos processos de tecnologia e pode ajudar a sua empresa a implementar as melhores rotinas para recuperação de seus Backups. Entre em contato e confira!

Grande abraço,

Felipe Lucena